17 de Outubro de 2018

Ruínas do Castelo Garcia D'Ávila, na Praia do Forte, revelam história da região

Se você curte descobrir a história do Brasil ou aquele lugar sensacional para tirar fotos coloque o Castelo Garcia D’Ávila (como é popularmente conhecido) no seu roteiro de visita à Praia do Forte, no Litoral Norte baiano. A ruína da Casa da Torre de Garcia D´Ávila foi tombada pelo Iphan em 1938. A Capela de São Pedro dos Rates é a parte mais antiga da edificação do histórico Castelo Garcia D’Ávila, considerado a primeira edificação portuguesa de arquitetura residencial militar no Brasil.

Área foi tombada como patrimônio histórico e cultural em 1938
(Fotos: Divulgação)

 

A visita é uma verdadeira viagem no tempo. O local começou a ser construído em 1551, por Garcia D´Ávila, almoxarife da coroa real. Ele chegou chegou à Bahia dois anos antes, na comitiva do do primeiro governador geral, Thomé de Souza. A Casa da Torre se destacou na história da colonização e defesa do Brasil durante mais de três séculos. Em 1835, com a extinção do regime dos morgados, o castelo foi abandonado e tornou-se uma grande ruína. As ruínas formam cenário muito interessante para fotos e até eventos. Por lá são realizados até casamentos. 

Janela é parada tradicional para fotos


Na entrada da área do Castelo você encontra uma maquete de como era a construção, além de fotos com informações históricas. No caminho até o castelo repare na belíssima castanheira. A visita custa R$ 15 por pessoa e estudantes pagam meia. O local tem estacionamento para carros e ônibus de turismo e passeio. Se você estiver de carro, basta ir até o  pórtico de entrada de Praia do Forte, onde uma placa indica o caminho. De lá, são apenas dois quilômetros em estrada de barro. Você também pode tomar um táxi na vila ou, se preferir, fechar o passeio com alguma agência de viagens. 

Ruínas são retorno ao passado histórico da região

Se ligue!
Castelo Garcia D’Ávila
Avenida do Farol, 1540, Praia do Forte, Mata de São João
71 3676-1133 / sapiranga@fgd.org.br
Diariamente, 9h às 17h
Visitação: R$ 15

Whatsapp

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!