25 de Setembro de 2021

Empregos no setor de turismo crescem 25% em julho

Com o avanço da vacinação em todo o país, a alta nas taxas de ocupação hoteleira, na aviação civil e demais segmentos do turismo tem influenciado positivamente na geração de empregos no país. Dados do estudo “Monitora Turismo”, baseado no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, apontaram que o setor turístico registrou alta de 25% nas vagas formais ocupadas no mês de julho, comparado com o mês anterior. Do total de empregos criados em todo o Brasil (316,6 mil), as empresas de turismo foram responsáveis pela contratação de cerca de 20,3 mil profissionais.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, celebrou o índice e ressaltou que continuará apoiando a retomada do setor em todo o país, a partir do avanço da vacinação e adoção de protocolos de biossegurança. “Este dado só confirma o potencial do setor de turismo para gerar mais emprego e ainda liderar, ao lado do agronegócio, uma retomada da economia em nosso país, gerando emprego e renda para os brasileiros”, acrescentou.

O levantamento indicou ainda dados estaduais, por capitais e de alguns dos principais destinos turísticos do país. Na esfera estadual, Paraná (95%), Bahia (89%) e Pernambuco (68%) foram os que apresentaram os maiores índices percentuais de crescimento no período. Por capitais, Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Recife (PE) registraram expressivas altas de 762%, 695% e 133%, respectivamente. Já nos principais destinos, Ipojuca (PE), Porto Seguro (BA) e Balneário Camboriú (SC) tiveram maior variação no saldo de contratações, com 370%, 317% e 89%, respectivamente.

Desde o início da crise sanitária da Covid-19, o Ministério do Turismo vem adotando uma série de ações em prol da manutenção de empregos e empresas do setor. Entre elas, a liberação de R$ 5 bilhões em linhas de crédito para os estabelecimentos que foram afetados, a formulação de Medida Provisória que regulamentou o cancelamento e remarcações de pacotes turísticos e eventos culturais, além da distribuição de R$ 3 bilhões a estados, municípios e Distrito Federal para ações emergenciais na área de Cultura.

Whatsapp

ÚLTIMOS POSTS

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!