20 de Setembro de 2019

7 espaços culturais para visitar em Salvador

Salvador já tem, pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), o título da Cidade da Música. Mas quem vai à capital baiana sabe que ela é muito mais que apenas música. É teatro, dança, artes visuais. Salvador é a cidade da expressão artística. Por isso, vamos indicar alguns espaços culturais da cidade para quem quer conhecer melhor o que o baiano tem.

Foto: Setur/Divulgação


O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-Ba) está em um local que relembra um pedaço da história de Salvador com um casarãodo século XVI, uma igreja, galpões e até um moinho abandonado. É um dos locais mais bonitos da capital, que quase se derrama sobre a Baía de Todos os Santos. Foi pensado pela arquiteta Lina Bobardi, que também deixou de presente para os baianos a famosa escada de madeira que é parte do acervo do museu, que também conta com obras de Tarsila do Amaral, Portinari, Di Cavalcanti, Mário Cravo Júnior, Juarez Paraíso, Juraci Dórea, Pierre Verger, Mário Cravo Neto entre outros artistas. Aos sábados, com algumas exceções, por isso é bom verificar a agenda, o local recebe o Jam no Mam, um evento com apresentação de jazz.

Foto: Divulgação

 

Já o Complexo TCA compreende a sala principal do Teatro Castro Alves, a Concha Acústica e a Sala do Coro. É o maior teatro da Bahia e fica no Campo Grande, bairro central de Salvador. Conta com três espaços para espetáculos e shows: Sala Principal, Concha Acústica e Sala do Coro, esta última em reforma, atualmente. A Sala Principal tem capacidade para 1.554 pessoas e palco com boca de cena de 9 metros de altura por 16 de largura. É um dos maiores palcos do Brasil, que costuma receber visitantes ilustres como o cantor Ney Matogrosso, Gal Costa, Marisa Monte, Elza Soares e importantes espetáculos de dança e teatro. A Concha Acústica é também outro importante palco da cidade. Com capacidade para 5 mil pessoas, também já recebeu shows memoráveis. O de sua inauguração, por exemplo, teve Dorival Caymmi. Em sua reinauguração depois de uma reforma, ganhou de presente uma apresentação da cantora Maria Bethânia.

Foto: Divulgação


O Teatro Vila Velha é um espaço de espetáculos que fica no Passeio Público, próximo ao Campo Grande. O local tem capacidade para 400 pessoas, em sua sala principal. O Vila, como é conhecido, foi inaugurado em 1964 e sua noite de estreia teve a encenação do espetáculo ‘Nós, por exemplo’ que apresentou Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Gal Costa e Tom Zé, que despontaram no cenário nacional anos mais tarde. Além da sala principal, tem também o Cabaré dos Novos, que conta com um palco e um café, além de salas de ensaio que podem ser usadas para apresentações.

Foto: Dimus/Divulgação


O Palacete das Artes fica no Palacete do Comendador Bernardo Martins Catharino, construído em 1912. O espaço já foi a casa da Secretaria Estadual da Educação e Cultura e os Conselhos Estaduais de Educação e de Cultura. Em 2003 transformou-se no Palacete das Artes. O espaço conta com o Casarão, a Sala Contemporânea Mario Cravo Jr, lojinha e um café. No jardim, que recbe eventualmente pequenos eventos, esculturas de Rodin, adquiridas quando da exposição do francês em Salvador. Foto: Divulgação


Próximo à Praça do Campo Grande também tem o Instituto Cultural Brasil-Alemanha, onde fica o Instituto Goethe. Além de funcionar uma escola de idiomas, o espaço conta com um café, o Haus Kaffee, um cine-teatro com capacidade para 132 pessoas, biblioteca e espaço para exposições. É comum a exibição de filmes alemãos no espaço, mostras de cinema e shows. 


O Museu de Arte da Bahia - MAB, que é o mais antigo museu do estado, fica localizado no Palácio da Vitória, no Corredor da VItória, um dos locais mais luxuosos da cidade, e mais arborizado também. Seu acervo conta com quase 14 mil peças adquiridas ao longo de seus quase 100 anos (ele foi inaugurado em 1918). O Museu tem obras de origem francesa, flamenga, holandesa, de artistas baianos e um conjunto de porcelanas e louça histórica. 

Divulgação

 

A Caixa Cultural de Salvador possui diversos ambientes de exposições e apresentações musicais e de teatro e dança. Ela foi inaugurada há quase 20 anos e fica em na Antiga Casa de Oração dos Jesuítas, um casarão do século XIX. O espaço está localizado na Rua Carlos Gomes, Centro de Salvador e possui um calendário extenso, incluindo lançamentos de livros, oficinas e palestras. Em um dos ambientes do casarão é possível visitar as escavações arqueológicas que surgiram quando da reforma. A visitação é gratuita, assim como a entrada para alguns espetáculos. Outros são pagos, sendo melhor conferir a agenda da casa. O museu pode ser visitado de terça-feira a domingo, das 9h às 18h. A bilheteria abre sempre a partir das 9h do primeiro dia de espetáculo. 

Se ligue!
Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-Ba)
Avenida do Contorno, s/n, Dois de Julho
Terça a doimingo, das 13h às 18h, entrada gratuita / 71 3117-6139

Complexo Teatro Castro Alves
Praça Dois de Julho, s/n - Campo Grande
71 3535-0600
tca.ba.gov.br

Teatro Vila Velha
Av. Sete de Setembro, s/n - Passeio Público
71 3083-4600
www.teatrovilavelha.com.br

Palacete das Artes
Rua da Graça, 284, Graça
Terça a sexta-feira, das 13h às 19h, sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h, entrada gratuita / 71 3117-6987
www.palacetedasartes.ba.gov.br

Instituto Cultural Brasil-Alemanha
Av. 7 de Setembro, 1809
Segunda a sexta-feira das 9h às 18h30, aos sábados das 9h às 13h / 71 3338-4700
www.goethe.de/bahia

Museu de Arte da Bahia - MAB
Av. Sete de Setembro, 2340, Corredor da Vitória
Terça a sexta-feira, das 13 às 19 h, sábados, domingos e feriados, das 14h às 19 h, entrada gratuita/ 71 3117-6902

Conjunto Cultural da Caixa  @CaixaCulturalSalvador
Rua Carlos Gomes, 57, Centro
Terça a domingo, das 9h às 18h, entrada gratuita / 71 3421-4200

Preços e serviços apurados em setembro de 2017

Whatsapp

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!