22 de Julho de 2024

Celebrações do 2 de Julho começam em Cachoeira com transferência simbólica do governo

A transferência simbólica da sede do Governo do Estado de Salvador para Cachoeira, no Recôncavo Baiano, nesta terça-feira (25), marcou o início das celebrações pelos 201 anos da Independência do Brasil na Bahia. O evento contou com a presença do governador Jerônimo Rodrigues, que recebeu o título de cidadão cachoeirano e lançou a Feira Literária Internacional de Cachoeira (Flica 2024).

As festividades começaram com o tiro da alvorada no porto de Cachoeira, seguido do hasteamento da bandeira na Praça da Aclamação, ao som dos hinos Nacional, da Bahia e de Cachoeira, executados pela Banda de Música da PM e pela Filarmônica 25 de Junho. O 'Te Deum', cerimônia religiosa na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, foi realizado em homenagem aos combatentes da independência.

Durante a solenidade na Câmara Municipal, o governador Jerônimo Rodrigues recebeu o título de Cidadão Cachoeirano em reconhecimento às suas contribuições ao município. Na ocasião, ele anunciou a entrega de um documento ao Ministério da Educação, solicitando que a luta pela independência da Bahia seja incorporada ao currículo escolar da rede estadual e aos livros didáticos.

A transferência da sede do governo ocorre pelo 17° ano consecutivo e destaca a importância de Cachoeira nas batalhas pela independência da Bahia.O governador Jerônimo Rodrigues retornará a Cachoeira em 29 de junho para anunciar novas ações nas áreas de educação, segurança, infraestrutura, turismo e desenvolvimento rural.

Municípios do Recôncavo Baiano e da Região Metropolitana de Salvador, que também participaram nas batalhas pela independência, receberão a passagem do fogo simbólico. A partir de 30 de junho, o fogo percorrerá 100 km até Salvador, passando por Saubara, Santo Amaro, São Francisco do Conde, Candeias e Simões Filho, culminando no bairro de Pirajá para as comemorações do 2 de julho.

Cachoeira, uma das vilas mais importantes do Brasil nos séculos XVII e XVIII, foi protagonista nas batalhas pela independência. Em 25 de junho de 1822, os cachoeiranos lideraram o movimento que deu início à guerra pela Independência da Bahia. Pelos feitos heroicos de seu povo, D. Pedro I elevou a vila à categoria de cidade em 1837, com o título de Heróica Cidade da Cachoeira.

Whatsapp

ÚLTIMOS POSTS

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!