17 de Abril de 2021

ABIH-BA diz que março foi o pior mês para a hotelaria em Salvador

Com taxa média de ocupação de apenas 20,36%, o período de março de 2021 foi o pior da história da hotelaria soteropolitana. Segundo informações da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, seção Bahia (ABIH-BA), o número foi menor do que o registrado na segunda quinzena de março de 2020 (21,56%), início da pandemia.

Os números são fruto da Pesquisa Conjuntural de Desempenho (Taxinfo), realizada pela ABIH, seções Bahia e Brasil. Normalmente considerado um mês intermediário, entre a alta ocupação do verão e a baixa, março teve tal baixa devido a fatores como o agravamento do quadro de saúde e o consequente fechamento das praias, restaurantes e comércio, diz a ABIH.

A queda na ocupação foi observada tanto se comparada com o mês anterior (fevereiro de 2021, com 42,51%) e com o mesmo mês do ano anterior (março de 2020, 41,02%). Com isso, a diária média também sofreu declínio, ficando em R$ 318,88, 10% inferior à do mês anterior; e o Revpar foi o mais baixo da história no mês de março (R$ 63,69).

Nem a demanda dos finais de semana conseguiu reverter o quadro. A ocupação média de 20,36% esconde taxas bem semelhantes para os fins de semana (20,53%) e dias da semana (20,29%).

Whatsapp

ÚLTIMOS POSTS

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!