25 de Setembro de 2018

Natureza no meio da cidade: agende sua visita guiada ao Parque São Bartolomeu

Um lugar de energia, onde a cidade respira. É assim o Parque São Bartolomeu, no Subúrbio de Salvador. É um daqueles lugares que muita gente já ouviu falar, mas cadê que foi lá conferir? O Parque São Bartolomeu tem grande importância ambiental para a capital baiana: está situado na área de preservação ambiental da Bacia do Rio do Cobre e é um dos maiores remanescentes de mata atlântica em área urbana do País. Além disso, também é local de muita história e cultos das religiões de matriz africana.

Há décadas, preconceito, marginalização e violência rondam o parque. Mas, nos últimos anos, um movimento de valorização traz vida e, cada vez mais, visitantes ao local. Se você quer se reconectar com a natureza, com história da cidade, com o candomblé ou a umbanda, o passeio é altamente indicado. Para conhecer bem a área de mata atlântica, represa e cachoeiras dentro de Salvador, o ideal é agendar uma visita guiada gratuita (veja como fazer, abaixo) . 

Águas sagradas: Parque São Bartolomeu tem várias cachoeiras
(Foto: Reprodução Instagram um.simples_olhar)

O Parque abriga centenas de espécies vegetais e animais, além de ter grande importância para a regulação climática da Cidade. A vegetação inclui floresta densa, pântanos e manguezais. A trilha mais simples dura cerca de duas horas. O percurso não tem dificuldade e pode ser feito até por crianças. Nele, dá para conhecer as Cachoeiras Nanã, Oxum, Oxumaré, Tempo e Escorredeira. Mas se ligue: apenas a Oxumaré está própria para banho, infelizmente. ???????

Pelos nomes das cachoeiras dá para notar a importância da reserva para o povo de santo. O Parque também é um santuário do candomblé e, desde a época em que existia um quilombo na região, seus rituais são lá praticados. Suas três cachoeiras, Oxumaré, Oxum e Nanã, além de alguns espaços do Parque, recebem nomes de orixás. Suas águas são sagradas. Até boa parte do século 20, existiam romarias até as águas do Parque.

Árvores centenárias chamam a atenção na reseerva
(Foto: Reprodução Instagram um.simples_olhar)


As matas da reserva foram habitadas pelos índios Tupinambás e, posteriormente, sede do Quilombo do Urubu, no qual viveu Zeferina, escrava protagonista da Batalha de Pirajá, evento decisivo para a Independência da Bahia (e do Brasil!). Desde essa época, o local é um santuário do candomblé e suas águas são consideradas sagradas. Até boa parte do século 20, existiam romarias até as águas do Parque.Algumas das trilhas abertas no Parque São Bartolomeu são, ainda, anteriores ao período da Independência: no século 17, a região foi palco das lutas contra a invasão holandesa. Próximo do Parque fica o Panteão ao General Labatut e a Igreja de São Bartolomeu, fundada em 1608. 
???????? ???????? ???????? ????????

Barragem foi ponto de fotos numa das trilhas ecológicas 
(Foto: Reprodução Instagram marcosjjunioor)

 

Alegria enorme só de pensar que toda essa riqueza ambiental, cultural e histórica é de fácil acesso, bem próxima à Avenida Suburbana, principal vetor de saída/chegada da região. O Parque está situado entre a Enseada dos Cabritos e o bairro de Pirajá. A entrada principal fica próxima à Ladeira de Plataforma e tem estacionamento na porta. 

Entrada principal: próxima à Plataforma
(Foto: Reprodução)

 

Recentemente, passeios ecológicos - divulgados previamente - reuniram centenas de pessoas interessadas em conhecer o Parque São Bartolomeu. Mas não precisa esperar pelo próximo, agende o seu ou aproveite a desculpa de ver alguma programação cultural. A atual gestão promove vários eventos, a estrutura é boa e costuma receber grupos artísticos. Em agosto, por exemplo, em comemoração ao mês de São Bartolomeu, o Grupo Cultural Face Oculta realiza atividades artísticas, oficinas e serviços de atendimento à comunidade. 

Se ligue!

Parque São Bartolomeu
Sítio Histórico de Pirajá, Vale do Rio do Cobre, Suburbana (Entrada próxima à Ladeira de Plataforma)
Agende sua visita guiada: (71) 3401- 0245 / parquesaobartolomeuba@gmail.com  
Entrada Gratuita

Whatsapp

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!