17 de Agosto de 2018

Turismo histórico no Recôncavo: conheça o Convento de Santo Antônio do Paraguaçu

Berço do Brasil, é até clichê dizer que o turismo na Bahia tem uma riqueza histórica ímpar. Mas a gente não liga pra isso: se você se interessa por história, precisa conhecer o Convento e a Igreja de Santo Antônio do Paraguaçu. É o primeiro convento estabelecido no Brasil após a independência da custódia religiosa de Portugal e o segundo a ser construído pelos franciscanos no país. O local fica no povoado de São Francisco do Paraguaçu, que pertence a Cachoeira,  no Recôncavo Baiano.

O Convento surge imponente no Rio Paraguaçu
(Foto: Reprodução/Instagram gustavogoesfoto)

 

Juntos, Convento e Igreja têm uma área construída de quase 4 mil m² . O lugar ficou nacionalmente famoso recentemente, quando serviu de cenário da novela Velho Chico, da Globo. Construído entre 1660 e 1686, o convento funcionou por 200 anos e foi até hospitalo, até o fim do século 19 quando foi abandonado, em decorrência de uma proibição do Império de que os conventos admitisse. Depois disso, o suntuoso convento entrou em decadência e passou quase cem anos fechado. Para contar a história, só restaram suas ruínas e alguns azulejos portugueses que revestiam a nave central. O lugar foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1941.

Local foi abandonado há quase 100 anos
(Foto: Reprodução/Instagram mhitner)

 

Apesar disso, a visita é imperdível. Além da igreja e das ruínas do convento, de onde se vê também o cemitério e a senzala, o conjunto arquitetônico possui um cais, escadarias, terraço, um cruzeiro com decoração rebuscada, tudo isso aos pés do majestoso Rio Paraguaçu. Outra curiosidade é o altar global, que foi doado à igreja, feito de plástico, papelão e papel alumínio.

Azulejos são resquícios da decoração que misturava influências
(Foto: Reprodução/Instagram carlosbleite)

 

Dá para acessar a comunidade por estrada, via BA-420 e BA-880. Por esse caminho, São Francisco fica a cerca de 40 km de cachoeira. Mas a forma mais prazerosa de descobrir toda a riqueza histórica escondida no Recôncavo é navegando de barco pelo Paraguaçu, com uma brisa gostosa no rosto e cenários impressionantes a cada curva. Basta chegar no porto de Cachoeira e fretar um barco. Barato não é, os barqueiros costumam cobrar em média R$ 300, para embarcação de até seis pessoas. Aí, vai depender do número de pessoas do seu grupo, então vá de galera. 

O Convento tem um guardião, Antônio Gonçalves Garcia, que conduz os turistas pelo local e improvisa como guia, contando com riqueza de detalhes a história. A visita pode ser feita de segunda a sexta-feira, de 7h às 16h. Mas para não dar viagem debalde, antes de ir, ligue  (71 99627-4329) para acertar tudinho e ter certeza que ele estará lá na hora planejada. A entrada custa R$ 10 por pessoa, com pagamento apena em espécie. Se tiver alguma dificuldade em encontrar seu antônio, passe no bar que fica bem no porto e peça que alguém o chame. Também vale a pena dar um mergulho nas águas do local. 
 

Se Ligue!
Convento de Santo Antônio do Paraguaçu, em São Francisco do Paraguaçu, Cachoeira
Segunda a sexta, 7h às 16h / 71 99627-4329
Visitação: R$ 10

Whatsapp

ÚLTIMOS POSTS

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!