25 de Setembro de 2018

10 motivos para conhecer o Museu da Misericórdia e viajar na história

História é o que Salvador bem tem. E quando a gente encontra um lugar que conta isso tão bem, é hora de visitar. É assim no Museu da Misericórdia, instalado num casarão onde funcionou o Hospital da Caridade, primeira unidade de saúde do estado, criado no mesmo ano de fundação da capital baiana. Coincidência não é, né? Confira abaixo x razões pelas quais você deve incluir o museu em sua visita a Salvador, especialmente ao Centro Histórico. 


1 No coração do Centro Histórico
O Museu está situado entre a Praça Municipal e a Praça da Cruz Caída, em uma das esquinas mais bonitas da cidade… São muitas, né?

(Foto: Paulo Souza/divulgação)

 

2 Acervo
São mais de 3 mil peças catalogadas, que contextualizam uma narrativa histórica de quase 500 anos, de Salvador, da Bahia e do Brasil. A diversidade temática do acervo também é impressionante, abrangendo áreas como artes, saúde, políticos e vida social de Salvador

3 Detalhes
Preste atenção nos detalhes e não deixe de fora da visita os azulejos portugueses de 1712, que mostram a Procissão do Fogaréu, que a Irmandade da Santa Casa da Bahia realizava na noite de Quinta-Feira Santa. Um espetáculo a parte é a Farmácia, armário de 1867, exclusivamente construído para armazenar frascos com substâncias farmacêuticas do Hospital da Caridade. 

(Foto: Agência Ba Press/Divulgação)

 

4 Bi-bi
O Museu possui o primeiro carro movido a gasolina da Bahia e o mais antigo em exposição no Brasil

(Foto: Agência Ba Press/Divulgação)

5 Pinturas
Os painéis em óleo sobre tela, de José Joaquim da Rocha, retratam os passos da Paixão de Cristo. Cada painel possui um correspondente simbólico, representado por um anjo e suas insígnias.

6 Figuras de mulher
Na sala do Consistório está um painel, datado de 1732, que representa seis figuras de mulher: a Beneficência, a Fidelidade, a Concórdia, a Honra, a Liberdade e a Razão. 

7 Salão Nobre
Um dos espaços mais suntuosos do museu, tem em exposição a cadeira feita exclusivamente para a visita de D. Pedro II, em 1859. Outro mobiliário de destaque é a escrivaninha que pertenceu a Ruy Barbosa. 

(Foto: reproducao instagram tuxcuiabano)

 

8 A roda
Preste atenção em uma réplica da primeira Roda dos Expostos do Brasil, implantada pela Santa Casa da Bahia em 1734. 

(Foto: Agência Ba Press/Divulgação)

 

9 A arquitetura
Aprecie cada sala, corredor e escadaria do Museu da Misericórdia. O carme está nos detalhes. O local foi tombaro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1938.

(Foto: reprodução instagram maiarrra)

 

10 A vista
Ainda que você consiga ver a Baía de Todos os Santos na Praça da Cruz Caída e da Praça Municipal de graça, vale parar e observar o descortinar para o mar do Museu da Misericórdia. É certeza de fotos incríveis. 

(Foto: reproducao instagram _just.go)

 

Se ligue!
Museu da Misericórdia / @museudamisericordia 
Rua da Misericórdia, nº 6. Praça da Sé,  71 2203-9830/9832
Segunda a sexta-feira, 8h30 às 17h30; sábados, 9h às 17h e feriados, 9h às 13h
R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia). 

Whatsapp

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!