15 de Outubro de 2019

Dramaturgia e gastronomia: menus com sabor histórico nas ruas do Pelourinho

As edições dos Domingos Gastronômicos têm transformado o Pelourinho em camarote teatral com direito a deliciosas experiências culinárias. Quinze restaurantes e cinco lanchonetes do Centro Histórico (Praça da Sé, Pelourinho e Largo do São Francisco) participam do evento, que acontece nos dias 19 de novembro e 03 de dezembro. A programação oferece menu caprichado, e bem baiano, sem ultrapassar o valor de R$ 50.

Além disso, a partir das 12h30, nomes da cena de teatro da Bahia encenam grandes figuras da história do estado. Os clientes sentados à mesa acompanham de perto os textos de “dramaturgia gastronômica”, escritos por Aninha Franco e com direção de cenas assinada pela atriz Rita Assemany.

 Monica Millet revive detalhes da sua infância na cozinha do Gantois, ao lado da avó, Mãe Menininha

(Crédito: Anderson Moreira / Divulgação)

 

A intérprete Wil Carvalho, por exemplo, canta “Composições Receitas”, um gênero criado pelo sambista Batatinha; enquanto Monica Millet fala sobre as lembranças de sua infância na cozinha do Gantois, ao lado da sua avó, Mãe Menininha. O ator Carlos Betão interpreta Gregório de Mattos antes de ir para o exílio em Angola; e o cantor, dançarino e ator Dino Brasil dá vida ao babalorixá Joãozinho da Goméia em visita à Bahia.

Xinxim de galinha com efó de língua de vaca é o prato principal do Villa Bahia

(Crédito: Aninha Franco / Divulgação)

 

Os cardápios que vão à mesa foram criados a partir das receitas apresentadas no livro Arte Culinária na Bahia (1916), de Manuel Querino. Participam dos Domingos Gastronômicos restaurantes como o Villa Bahia, que apresenta menu individual e completo por R$ 49: bolas de inhame com feijão de leite (entrada), xinxim de galinha com efó de língua de vaca (prato principal) e bolo da Bahia com doce de caju (sobremesa).

Já o Axêgo traz o arroz de hauça + cocada preta por R$ 50 (por pessoa). Pelo mesmo valor, no Cuco Bistrô, tem caldinho de feijão, feijoada completa de Manuel Querino, quindim de Iaiá e licor de jenipapo ou cachaça orgânica. Outro exemplo é o Maria Mata Mouro que, com um real a menos (R$ 49), oferece polenta de milho + peixe sem espinha com pirão e legumes, finalizando com doce de caju.

No Axêgo, o arroz de hauçá comanda o menu dos Domingos Gastronômicos

(Crédito: Aninha Franco / Divulgação)

 

Outros restaurantes imperdíveis, como Alaíde do Feijão, Sorriso da Dadá e Romã, por exemplo, também criaram seus menus. Para finalizar, siga na rota do cafezinho e aperitivos: La Porte (sorvete), Marrom Marfim (trufas, chocolate quente e café), Cravinho (aperitivos), Pão Pelô (pães e bolos) e A Cubana (sorves e salgados). 

Se ligue!
Preços e serviços apurados em novembro de 2017

Whatsapp

Galeria

Suba 100: mountain bike no Vale do Jiquiriçá
Pensou em praia? Veja algumas das mais bonitas
Ver todas as galerias

Eu fui!